sábado, 18 de fevereiro de 2012

A Irlanda, os Barulhos e seus Miúdos


           Grrrrrrr... Blub Blu Bluy... Grooooow
           É mais ou menos assim que descrevo como os seus miúdos (estômago e intestino) irão se comportar nas primeiras semanas na Irlanda.
           Uma sinfonia bizarra de sons que você nunca imaginou que seu corpo era capaz de produzir, recheiam seus ouvidos e te deixa preocupado que ele resolva "cantar" enquanto você está na campanhia de alguém.
           Sim isso é comum, e basicamente todo mundo que conhecemos passou ou passa por isso. No início você pensa que pode estar ficando com fome (já que o som é parecido do característico roncar de fome), mas logo percebe que esse som não vem acompanhado de sensação alguma, e que ele simplesmente acontece sem aviso prévio a qualquer hora do dia e geralmente em alto e bom som. A impressão é de estar criando um bichinho em meio aos seus miúdos na melhor versão "Alien".
           Mas relaxe! O som nada mais é que uma reação do seu corpo de adaptando ao novo ambiente e principalmente à água. Pois sim, a água tem um "gosto" diferente por aqui. No primeiro dia que chegamos à Irlanda, nossa hostfamily deixou algumas guloseimas e uma garrafa de água no nosso quarto, e eu (opnião pessoal) posso afirmar que foi bem esquisito a sensação daquela água descendo pela garganta. Só provando para se ter uma ideia do que estou inutilmente tentando descrever.
          Enfim, como dito acima, RELAXE! Cuide do bichinho, converse com ele se você se sentir solitário e dê risadas descontraídas se ele resolver cantarolar na frente de outras pessoas. Se você é a piada, ria junto! Logo tudo isso passa e o bichinho vai embora. E quando você conhecer novos intercambistas recém-chegados, você poderá conhecer os bichinhos deles também... mesmo que eles não façam ideia de que ele está lá pronto para cantar.

2 comentários:

  1. Olá,
    Eu amei o post. Bom saber que existe uma cultura nerd entre os intercambistas brasileiros, foi o primeiro blog que vi abordando esse assunto.

    ResponderExcluir
  2. Desculpe a dislexia post errado... mas para não deixar por isso, gosto muito da forma como os assuntos são abordados aqui.

    ResponderExcluir

O que você achou do Post?
Gostou? Não gostou? Dá para melhorar?
Deixe seus comentários, dúvidas, críticas ou sugestões!